"Rúben Amorim? Aprendi mais com ele do que ele comigo"




Mauricio Larriera recordou a época em que o ex-jogador, agora treinador do Sporting, passou pelo futebol do Qatar.
rúben Amorim é, hoje, um dos treinadores de maior destaque no panorama europeu. Depois de ter conquistado o título de campeão nacional no comando do Sporting, em 2020/21, o técnico de 37 anos tem conquistado a atenção de várias pessoas pela carreira que desenha e o futuro que lhe adivinham.

Ora, a carreira que Amorim tem construido já estava a ser ponderada... no Qatar. Corria o ano de 2015 quando, à época, o médio de 31 anos chegou ao Al-Wakrah. Desde cedo, o técnico Maurício Larriera percebeu a qualidade que tinha em Rúben Amorim.
"Foi mais um companheiro de equipa técnica porque nós trabalhávamos e planificávamos tudo, mas tínhamos a motivação de treinar o Rúben Amorim, e ele deu-nos muito", revelou em entrevista ao jornal Record, lançada nesta sexta-feira.

A aventura de Amorim pelo Qatar foi rica para o treinador uruguaio, que garante: "Aprendi mais com ele do que ele comigo". O agora treinador de 37 anos foi analisado pelo seu antigo técnico. "Tem estado muito bem no Sporting e, de certa forma, revolucionou o futebol português. Do ponto de vista técnico e estratégico era inteligente, muito inteligente, e é por isso que digo que ajudou a equipa técnica, pois no Qatar o futebol não é tão profissional como estamos habituados", afirmou.

Amorim chegou ao Qatar numa fase final da carreira, tanto que a epoca 2015/16 foi a sua última enquanto jogador. Larriera sabia qual era o futuro do português. "Apercebi-me que estava no caminho para ser treinador, notava-se muito pois ele analisava tudo. Ainda o encontrei em boa forma, mas o físico estava a fazê-lo passar um mau bocado e retirou-se jovem", disse ainda.

As discussões com Amorim eram ricas de qual ponto de vista. O português, na época com 31 anos, era o único europeu do plantel e um dos mais experientes da equipa. "Conversávamos sobre o local onde vivíamos e trabalhávamos, mas também trocávamos opiniões acerca de diferentes sistemas táticos", confessou. As escolhas táticas de Rúben Amorim, no entanto, não foram inspiradas em Larriera, que viu diferentes entre os sistemas de ambos.

"Nas duas últimas épocas no Peñarol, mudei de 4x2x4 para 4x2x3x1 e, atualmente, utilizo um 4x2x2 de acordo com os jogadores e o estilo da equipa. Sei que o Rúben tem jogado com uma linha de três defesas e dá-me a sensação que é o seu sistema principal, a sua matriz. No Qatar, eu usava uma linha de quatro por vezes com três médios e, em outras situações, com cinco médios e um avançado. A equipa tinha de salvar-se da descida e os quataris não estavam acostumados a atacar de forma mais ousada", concluiu. Seis anos depois, Rúben Amorim leva duas épocas completas no comando do Sporting, com 11 jogos e seis triunfos em 2019/20, a sua época de iniciação, mais 20 jogos e 10 vitórias na atual temporada. Os leões são quartos colocados da I Liga, estão na fase de grupos da Taça da Liga, fora da Taça de Portugal e da Liga dos Campeões, mas no playoff de acesso aos oitavos de final da Liga Europa.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem